A Sinalização Viária

Conhecendo um pouco mais, sobre suas características, finalidades e importância na organização das cidades e ambientes.

A sinalização viária vem sendo desenvolvida desde os primórdios da vida em comunidade, e do crescimento das cidades e expansão da sociedade.
Tem sobretudo a finalidade de organizar o trânsito, transmitindo mais segurança e comodidade aos usuários. Sejam através de normas técnicas ou no âmbito privado de maneira mais informal. A sinalização viária é indispensável para a vida e o cotidiano no trânsito e ambientes em geral.
Nesta página, vamos falar um pouco sobre contexto histórico, como a sinalização viária evoluiu, suas principais características, padrões, normatizações e curiosidades.

Qual a finalidade da sinalização viária?

Com o desenvolvimento das cidades e comunidades eventualmente ficou, cada vez mais necessário a criação de leis e organização, um dos motivos pelo qual a sinalização viária surgiu. 
O objetivo principal da sinalização viária é organizar e sinalizar aos veículos e pedestres, a direção, perigos e regulamentos da pista. Informações indispensáveis e obrigatórias para o bom andamento do trânsito, seja durante o dia ou à noite.

Quando começou a ser desenvolvida a sinalização viária?

A primeira civilização a desenvolver um método de sinalização viária para suas estradas foi o Império Romano.
A sinalização viária era feita com colunas de pedras ao longo das várias estradas, que indicavam a direção e distância até Roma.

Sinalização Viária moderna:

Os primeiros sinais de trânsito modernos, fora desenvolvida para ciclistas entre os anos de 1870 e 1880.  Por ser um veículo de difícil controle, e os ciclistas viajarem a longas distâncias. Uma sinalização viária clara, se tornou importante para manter a segurança.

Sinalização viária para automóveis:

O surgimento da sinalização viária em escala, começou a ser discutida no ano de 1900 em uma convenção internacional de turismo realizada em Paris. Isso, devido ao desenvolvimento cada vez maior dos automóveis.
A grande preocupação não era somente com os turistas que viajavam de um país para o outro, mas com as empresas de comércio internacional.
Porém foi somente entre as décadas de 1920 e de 1960, que os países se reuniram para intensificar as discussões para criação de um sistema internacional de sinalização viária das rodovias.
O começo do sistema de sinalização viária como conhecemos hoje, foi definido por três eventos importantes;
Convenção sobre a Unificação da Sinalização nas Estradas – 1931, Protocolo Relativo à Sinalização Rodoviária – 1949, ambos assinados na cidade de Genebra. E a Convenção sobre a Sinalização Rodoviária - 1968, assinado em Viena.
Vários países aderiram às normas da convenção internacional, porém foi na Europa que ele teve mais força
Alguns países como: Reino Unido e Estados Unidos, aderiram ao seu próprio sistema de sinalização viária. 
Porém no ano de 1964 ambos os países resolveram aderir e introduzir elementos do sistema internacional de Viena.
Os materiais utilizados na época eram madeiras e pedras.
A partir do final do século XVIII, graças a evolução nas técnicas metalúrgicas. Alguns países começaram a substituir as madeiras e pedras, por ferro fundido na composição dos itens de sinalização viária.
Mas foi somente na metade do século XX que o uso do alumínio começou a substituir o ferro.  Por ser um material mais frágil, apresenta menos riscos em caso de colisão.
Bom, agora que você conheceu um pouco da história da sinalização viária e sua importância. Vamos apresentar quais são as suas principais características e tipos.

Sinalização viária horizontal e Sinalização viária vertical:

Com a necessidade de criar uma sinalização viária de qualidade. A solução foi organizar esta sinalização em duas modalidades: Sinalização viária horizontal e Sinalização viária vertical.

Sinalização Viária Horizontal:

A sinalização viária horizontal é constituída de símbolos, faixas e avisos que são pintados ou demarcados diretamente na pista, no caso o asfalto.
Segundo a norma NBR 7396 da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, a sinalização horizontal é um conjunto de marcas, legendas e símbolos. Que são pintadas sobre o asfalto, em forma de linhas contínuas, seccionadas, tracejadas, símbolos ou legendas.
Os principais objetivos da sinalização horizontal no trânsito é:
  • Indicar o sentidos, condições e obstáculos da via;
  • Organizar, ordenar e canalizar o fluxo de veículos;
  • Orientar pedestres; 
  • Complementar mensagens de placas de sinalização. 
Informações indispensáveis para o controle e segurança dos usuários das vias.

A sinalização viária horizontal possui um padrão de cores e formatos, para definir sua finalidade na pista.

Cores:
As cinco cores padrão na sinalização viária horizontal são:
  • Branca: Usada para indicar fluxos do mesmo sentido, delimitação de espaços, estacionamentos de veículos, faixas de pedestres, símbolos e legendas
  • Amarela: Utilizada para indicar sentidos opostos, indicar locais proibidos para estacionamentos ou parada e demarcação de obstáculo. (lombadas)
  • Vermelha: Serve para demarcar ciclovias, símbolo  SAS (Serviços de Saúde) de farmácia e hospitais.
  • Azul: Indica paradas de embarque e desembarque através de símbolos, de lugares destinados a pessoas com necessidades especiais.
  • Preta: Serve para criar contraste entre o pavimento e as cores.
Além de possuir cores, a sinalização viária também possui algumas categorias, que são elas:
  • Marcas longitudinais;
  • Marcas longitudinais transversais;
  • Símbolos e legendas;
  • Marcas regularizadores de estacionamento e paragem;
Marcas longitudinais:
  • Linha Simples Contínua: LMS -Indicam que a ultrapassagem não é permitida em nenhum ponto, por apresentar riscos e comprometendo a segurança. LBO - Também utilizada para a demarcação de faixa de bordo, que estabelece limites laterais da pista.
  • Cor: Branca

              


 

  • Linha Simples Seccionada: LMS-2 - Usadas para separar em duas ou mais faixas do mesmo sentido. Como a faixa é seccionada indica que é permitido a ultrapassagem no trecho demarcado.
  • Cor: Branca 

              Uma imagem contendo Ícone

Descrição gerada automaticamente

 

  • Linha Simples Contínua: LFO-1 - Para pistas com a largura inferior a 7 metros, demarcam a separação de vias opostas. Suas linhas são contínuas e indicam que não é possível a ultrapassagem na via.
  • Cor: amarela

              

 

  • Linha Simples Seccionada: LFO-2 - Fazem a demarcação e separação de vias opostas. Sua linha é seccionada e indica que é possível a ultrapassagem na via.
  • Cor: amarela

              Uma imagem contendo Ícone

Descrição gerada automaticamente

 

  • Linha Dupla Contínua: LFO-3 - Para pistas com a largura superior a 7 metros. Demarca a separação de vias opostas. Suas linhas são duplas e contínuas. Indicam que não é possível a ultrapassagem na via em ambos os lados.
  • Cor: amarela

  • Linha Contínua / Seccionada: LFO-4 - Contém duas faixas. Uma faixa contínua e outra seccionada. O lado da faixa seccionada é permitido a ultrapassagem. O lado da via com a faixa é contínua, sinaliza que a ultrapassagem é proibida.
  • Cor: amarela 

              Uma imagem contendo Texto

Descrição gerada automaticamente

 

  • Marcação de Faixa reversível no contrafluxo: MFR - Indicam que a faixa pode ter temporariamente o seu sentido invertido. Geralmente são utilizadas em lugares onde o fluxo de veículos é intenso, principalmente em horário de pico.
  • Cor: amarela
  • Uma imagem contendo desenho, relógio, placar

Descrição gerada automaticamente

 

Marcas longitudinais transversais:
As marcas longitudinais da sinalização viária horizontal ajudam a organizar o deslocamento frontal do veículo, alguns exemplos são:
  • Linhas de retenção (LRE), informa a obrigatoriedade de o veículo parar, pintadas na cor branca;

Diagrama

Descrição gerada automaticamente

 

  • Linhas de preferências, sinaliza a aproximação a via preferenciais;

 

  • Linhas de redução de velocidade, sinalizar ao motorista que é necessário reduzir a velocidade continuamente em determinado trecho da pista;

Uma imagem contendo Gráfico de funil

Descrição gerada automaticamente

  • Faixa de travessia de pedestres, nas formas de listas paralelas ou zebradas;

Diagrama

Descrição gerada automaticamente


 

  • Faixas de ciclistas, demarcada ao longo da trajetória a ser respeitada;


Linha do tempo

Descrição gerada automaticamente

 

Símbolos e legendas:

Os símbolos e legendas na sinalização viária horizontal consistem nas informações escritas ou desenhadas ao longo dos trechos.
As legendas e símbolos mais comuns são; reduza a velocidade, pare, velocidade máxima permitida, aviso de pedágio, ciclovias e travessia de pedestres, vagas de estacionamentos especiais (táxi, idoso e cadeirante), ônibus, setas direcionais, escola, ambulância e moto.

 

Marcas regulamentadas de estacionamento e parada:

  • São pintadas na cor branca e delimitam um espaço ou indicam aos veículos coletivos onde devem parar.
  • Indica tipos de estacionamentos.
Contudo além destas características acima citadas, existem diversas outras variações, em diferentes países.  A sinalização atende a necessidade do local, baseado ou não, no código de trânsito brasileiro.
Outro exemplo de sinalização viária é a sinalização viária vertical.

 

Sinalização Viária Vertical:

A sinalização viária vertical é composta pelas placas, que indicam e informam aos motoristas as mais diversas regras e mensagens. Desde algum declínio na pista, até lugares para refeição e pousadas.
Hoje em dia existem mais de 100 placas padrão no código de trânsito brasileiro e internacionais.
As placas mais comuns são: PARE, Lombada,  velocidade máxima permitida e estacionamento regulamentado
Existem as placas especiais que informam algo específico ou uma necessidade particular da via.
Contudo devido a sua grande importância, ela foi dividida em três grandes grupos: Regulamentação, Advertência e Indicação.

Sinalização Viária de Regulamentação:

A sinalização viária de regulamentação é o grupo mais importante, pois é ele que contém as regras, proibições, restrições e obrigações dos condutores.
Consistem nas cores brancas com contorno vermelho e símbolos pretos, facilitam a identificação.
Atualmente existem 51 tipos de sinais de regulamentação. 

 

Uma imagem contendo Ícone

Descrição gerada automaticamente

 

Sinalização Viária de Advertência:

As placas de sinalização viária de advertência são utilizadas para informar as condições da via. Principalmente em lugares que representam algum perigo, como curvas, declínio, estreitamento de pista entre outras.
Sua identificação é feita pela cor amarela com contorno e símbolo na cores pretas.
Ao todo são 69 placas de advertência e na grande maioria possuem  formato quadrado, com algumas exceções, essas apresentando o formato retangular.

 

Sinalização Viária de Indicação:

A sinalização viária de indicação é um grupo de placas que informam aos motoristas algo que não é relacionado às normas de trânsito.
Elas contêm as mais diversas informações como: pontos turísticos, distância de pontos de referência e indicações de diversos serviços.
Sua diversidade é gigantesca com combinações de cores que facilitam a identificação.

 

Classificação por cores: 

  • Verde e branco: Indicam destino e distância.
  • Marrom e branco: Indicam atrativos turísticos e interesses gerais.
  • Preto e branco: Indicam rodovias e informações educativas de trânsito.
  • Azul e branco: Indicam a marcação de quilômetros e diversos serviços que existem ao longo da rodovia - como postos, estacionamentos, hotéis, hospitais- entre outros.

 

Desenho de uma placa

Descrição gerada automaticamente com confiança médiaInterface gráfica do usuário, Texto

Descrição gerada automaticamenteDesenho de uma pessoa

Descrição gerada automaticamente com confiança baixaSeta

Descrição gerada automaticamente

 

Você sabe o significado das placas de trânsito possuírem formatos diferentes?

As placas de trânsito possuem diversos  formatos  para facilitar a sua identificação.
Pelo layout da placa o motorista sabe de que grupo ela pertence: advertência, regulamentação ou indicação.

 

Quem é responsável pela sinalização viária?

Portanto agora que aprendemos como funciona a sinalização viária, precisamos entender que existem algumas normas para aplicação da sinalização. 
Cada norma se aplica a diferentes situações e necessidades, como veremos nos tópicos abaixo.
  • Vias Livres: 
Vias livres são os espaços onde o cidadão circula livremente, motoristas ou pedestre. Neste caso, quem é responsável em comprar e aplicar a sinalização, são: Órgãos Federais, Estaduais ou Municipais, dependendo qual desses órgãos é responsável por aquela via em específico.
  • Vias concedidas ou privatizadas: 
Vias concedidas ou privatizadas, são os lugares fechados e privados. Um exemplo são: fábricas, empresas, shoppings, condomínios, aeroportos etc.
Nesses espaços os responsáveis pela compra, aplicação da sinalização e manutenção é a empresa que administra o local, conforme parágrafo 3 do  art: 80 Código de Trânsito Brasileiro - CTB
 
§ 3º A responsabilidade pela instalação da sinalização nas vias internas pertencentes aos condomínios constituídos por unidades autônomas e nas vias e áreas de estacionamento de estabelecimentos privados de uso coletivo é de seu proprietário. (§ 3º incluído pela Lei nº 13.281, de 2016)
 
O administrador local (síndico, gestor) deve se informar quais são as regras que devem ser aplicadas para cada ambiente. Seguindo as normas da ABNT NBR   12721, pois elas variam dependendo do tamanho ou finalidade do ambiente.
Por isso, a sinalização viária se tornou uma ferramenta poderosa quando o assunto é organização e cumprimento de regras em espaços privados.
Ficou curioso e gostaria de entender mais sobre o assunto? Temos um post no nosso blog com dicas sobre sinalização viária para condomínios.

Quais são os principais equipamentos para uma boa sinalização viária?

Contudo para que tenhamos uma boa sinalização viária tanto vertical como horizontal, se faz necessário o uso de máquinas e equipamentos específicos para o serviço.
 Então, listamos algumas das máquinas e equipamentos de segurança que são mais utilizados.
Abordaremos um pouco sobre as máquinas utilizadas nas demarcações, e os produtos auxiliares. Principalmente nos ambientes privados.

Tipos de máquinas de sinalização viária horizontal:

Máquinas de sinalização viária horizontal, são responsáveis por fazerem a demarcação de:  Faixas, símbolos, pintura de meio fio, entre outras funções relacionada a asfalto, pavimento ou concreto.
Os modelos são diversos, desde os portes gigantesco que são as acopladas em caminhões até as de porte menores.
Abordaremos as características de algumas delas de uma forma mais resumida.
Caso você tenha interesse de se aprofundar no assunto, temos um post em nosso blog onde mostramos de forma mais detalhada sobre cada máquina.

Máquinas para demarcações viárias

Máquinas de pequenos portes: Indicada para sinalização viária de pequenos ambientes como: pátios, estacionamento, shoppings, escolas e locais privados.


Moto azul e branca

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Máquinas de médio porte: Indicada para estacionamentos de médios portes, aeroportos e municípios.
Bicicleta azul ao lado de moto

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Máquinas de grandes portes: Indicadas para demarcação de grandes áreas de pintura como rodovias e estradas. 
 
Caminhão azul parado na grama

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Cada modelo possui aplicações e normas especificas, sendo imprescindível equipamentos de excelente qualidade. 
Tipo de produtos auxiliares na sinalização viária horizontal:
Afinal na sinalização viária horizontal, além das faixas, linhas, símbolos e legendas. Existe produtos que auxiliam na sinalização deixando-a mais eficaz e completa. 
Conheça alguns desses produtos:
  1. Tachão:
  • Sua utilização é feita para delimitar trechos de ultrapassagem não permitida, para marcação de rotatórias, bifurcações, trevos e ciclovias.
  • Como redutor de velocidade (tartaruga), principalmente em condomínios, estacionamentos privados e de shopping centers
Forma, Retângulo

Descrição gerada automaticamente
 
  1.  Tachinha ( olho de gato): 
  • Sua principal função é de reduzir a velocidade do veículo, principalmente em condomínios, estacionamentos privados e de shopping centers
  • Usado também para sinalização de vias

 
  1. Mini- tachão: 
  • Sua utilização é feita para dividir os fluxos de sentido opostos e para dificultar ultrapassagem em trechos não permitidos
  • Usado para marcar a rota de tráfego principalmente à noite

 
  1. Segregador:
  • Utilizado para delimitar as vagas de estacionamentos são os famosos: “bate pneus” “bate rodas” ou “gelo baiano” 
  • Oferecem segurança e são uma maneira fácil e econômica de organizar vias ou estacionamentos

    Ícone

Descrição gerada automaticamente
Cada produto possui modelos e tamanhos variados, para atender a necessidade de cada ambiente. 
Dispositivos de segurança:
Os dispositivos de segurança são indispensáveis em qualquer ambiente que prioriza a segurança e comodidade de seus usuários. 
  1. Cones: 
  • Utilizado para limitar os espaços, e circulação de carros e pedestres.
  • Popularmente usado em estacionamentos, shoppings, práticas esportivas, entre outros.
 
Uma imagem contendo ao ar livre, garrafa, avião, homem

Descrição gerada automaticamente
  
  1. Cavaletes:
  • É um produto de sinalização temporária, para informar diversas situações
  • Utilizado tanto no ambiente interno como externo, é uma ótima opção para trazer segurança, pois alerta as pessoas que circulam o local de possíveis perigos
 
Texto

Descrição gerada automaticamente com confiança média
 
  1. Barreiras:
  • Utilizado principalmente para estreitamento de pista, bloqueio de pista, desvios, delimitar tráfego.
  • É uma ótima opção para informar a realização de obras


 
Texto

Descrição gerada automaticamente com confiança média
 
Estes foram os principais equipamentos e produtos que auxiliam na sinalização viária horizontal. 

Equipamentos de sinalização viária vertical:

Igualmente importante temos a sinalização vertical.
Imprescindível tanto nas rodovias como nos ambientes privados.
Abordaremos este assunto em dois tópicos:
  • Sinalização vertical em rodovias
  • Sinalização vertical em ambientes privados.

Sinalização viária vertical em rodovias:

 O principal equipamento utilizado na sinalização viária vertical são as placas de sinalização como vimos acima.  Porém a placa não pode ser de qualquer material, pois é necessário que esteja de acordo com as normas da ABNT e manual do CONTRAN.
As placas disponíveis no mercado possuem duas características: 
  • Pintadas:  As placas pintadas não possuem uma boa durabilidade e o custo de fabricação é alta devido a mão de obra.
          Exemplo: 
                    Placa de sinalização e árvores ao fundo

Descrição gerada automaticamente
 
  • Película refletiva: As placas de película refletiva são uniformes e de ótima durabilidade. O seu diferencial é a tecnologia retrorrefletiva dando a possibilidade de excelente uma visibilidade tanto durante o dia como a noite. 
Exemplo: 
 

Sinalização vertical em ambientes privados:

Sobretudo a sinalização viária em ambientes privados vai muito além das placas nos estacionamentos. Pois dentro desses ambientes, existe diversos avisos e informações que são necessárias para o bom andamento e uso do local.
Listamos dois exemplos dos principais itens para uma sinalização vertical de segurança em ambientes privados.
 Placas de sinalização de regulamentação: 
Todavia as placas de regulamentação não são importantes somente nas rodovias, mas em qualquer ambiente fechado com circulação de pessoas. 
 
 
É indispensável que o ambiente privado possua placas de sinalização para orientar tanto os pedestres como os veículos quais são as direções, orientação e restrições a seguir. 
 
Exemplo: 
  1. Placas de orientação e avisos: 
Do mesmo modo é comum principalmente no ambiente corporativo e privado, ter a necessidade de placas contendo diversos avisos, sendo de grande importância para a comunicação no local.
Logotipo, nome da empresa

Descrição gerada automaticamente

Como podem perceber a sinalização viária é indispensável na comunicação e organização tanto do ambiente rodoviário como do ambiente privado. 

 

Quais os profissionais responsáveis por planejar a sinalização viária?

O profissional responsável por planejar a sinalização viária, é o profissional formado em Engenharia de Tráfego. 
Porém no Brasil, é mais comum um profissional formado em Engenharia Civil e pós-graduado em Engenharia de Tráfego faça esse planejamento.

 

Considerações finais

Como resultado a sinalização viária é indispensável para a organização do trânsito e ajuda a facilitar a vida do motorista e pedestre.
Afinal a junção das duas categorias, sinalização vertical e sinalização horizontal. Alinhado com o respeito dos motoristas e pedestres. Consiste na receita perfeita para um trânsito seguro e agradável.
Gostou do nosso conteúdo, ou ficou com alguma dúvida? Comente abaixo.
Siga nossas Redes Sociais e fique por dentro das novidades.
 
Conheça nosso Blog em http://www.blog.lojaviaria.com.br

 

A Loja Viária é referência em produtos de sinalização viária tanto de rodovias como setor privado, possuindo uma extensa gama de produtos, todos conforme as normas da ABNT e do CTB. 
 
Conheça mais sobre o assunto baixando nossos e-books:
 
 
 
Sobre a loja

Na Loja Viária você encontra ampla variedade de produtos para sinalização viária, como placas de sinalização, tintas para demarcação viária, adesivos refletivos e muito mais. Entregas para todo Brasil.

Social
Pague com
  • Pagar.me V2
Selos

MM SINALIZAÇÃO E CONSERVAÇÃO VIÁRIA EIRELI ‐ ME - CNPJ: 13.851.664/0001-06 © Todos os direitos reservados. 2021